Inspired - Decoração quarto do bebê

São 31 semanas completas e um quartinho não é ão rápido de organizar.

Calma, não pensem que eu estou atrasada, nada disso, eu estou super organizada com as coisinhas, mas ainda não tenho como mostrar aqui pois preciso de mais uns dias.

Mas antes de mostrar minha arrumação aqui eu quero inspirar vocês mamães e futuras mamães com quartinhos Pinterest para dar uma luz a quem quer mudar ou começar a arrumação já já.


Já falei aqui que fujo do total rosa como o capiroto foge da cruz, rs, desculpem a expressão, mas é verdade. Eu sou muito chata cm esse negocio de tudo rosa, atualmente minha cor predileta tem sido o cinza, difícil é não deixar tudo cinza, mas uma estampa ou cores misturadas como arco íris pode ser uma opção bacana.







Seja menino ou menina, não importa, acho que a cor deve reinar, o quarto do bebê deve ser aquele cantinho aconchegante, cheio de charme e de calor, o cantinho do carinho e do amor, vale cada minuto de atenção e dedicação.









Bom, acho que é só, em breve mostro a vocês como o quartinho ficou  e como foi que tudo foi se formando.

E vocês? Como estão na caminhada do quartinho? Me contem.

BjooOOO

Sapatos e Bordados

Tendência ou não os bordados nos sapatos vem se multiplicando e eu estou meio que me apaixonando por alguns deles.

Nunca fui fã de estampas florais em sapatos, mas um bordado é diferente, parece que a estampa fica mais rica, mais bonita, mai chique, sei lá.

Enfim, para não ficar só com as minhas palavras de admiração, vejamos algumas inspirações só para ficar na vontade mesmo.











E aí... Gostaram? 

Fica a dica, quem sabe em breve temos um post inspired aqui com um look todo meu hauhauhau.

BjooOOO

É Hoje - Chá de Fraldas! Aguardem...


Pregnant’s Closet – Legging

Muito ouvi sobre o guarda roupa da grávida antes de fazer parte do time, julguei muitas que vi por aí com legging em toda ocasião, pensava comigo:

_Jesus, a calça de ginastica tem que ser mesmo uniforme dessas gravidinhas, tenha dó;

Só que o mundo dá voltas querida e se você não tomar cuidado com o que fala, acaba levando na cara lá na frente.

Humildade e meu sobrenome, portanto venho hoje pedir perdão a todas as grávidas que foram alvo da minha total falta de noção e experiência, errei, mas aprendi, olha só.

Essa minha gestação não tem sido um mar de rosas, mas perto da gestação da minha irmã eu estou no paraíso, isso vindo de palavras dessa minha irmã e da minha mãe que acompanhou a rotina dela e tals.

Eu me esforço, confesso, todo dia uma batalha travada contra o tempo, o relógio não me espera e eu fico mais lenta a cada dia que passa, o sono não vai embora facilmente, falto usar palitinhos nos olhos pela manhã a fim de me manter de olhos abertos no início do meu dia.

O peso dessa grávida aqui também não é mil maravilhas, eu estou sendo monitorada de perto pela médica que sempre me fuzila através do olhar ao me pesar nas consultas rotineiras e eu meio que sem reação fico lá estatua, tentando disfarçar, mas a verdade é que, não sei mesmo o que fazer.

Não sou nenhuma inspiração fitness, nunca fui, a magreza era apenas herança familiar que já me dá até medo de a genética não ser igual à da mãe ou irmã, as paranoias de não voltar ao corpo (não anterior, mas parecido) normal já batem na porta, mas tento não pensar nisso.

Enfim, voltando ao tema, essa parte de engordar é uma questão bastante tensa, pelo menos foi pra mim, a gente abre o guarda roupa e não enxerga absolutamente nada, afinal de contas, nada te serve, como é que vai ser então?


Não é clichê, isso aqui é realidade, eu até que tentei ser uma grávida fashion, no começo já foi impossível, o desanimo de passar sempre mal me deixava pra baixo, quando melhorou no segundo trimestre tive outro deslize que foi deixar de lado as questões climáticas por não sentir frio suficiente e peguei uma baita gripe, prejudicada por essa praga viral que custei pra curar (ainda tenta me abater) eu decidi abandonar as pernas de fora e me manter o mais coberta possível, logo em seguida o salto alto foi abolido, o cansaço já não permitia mais e as pernas inchadas também foram um problema, sendo assim não houve conversa, a legging começou a fazer parte dos meus dias.


No começo eu revezava, dia legging outro dia calça jeans e foi indo, mas hoje, 29 semanas e meia eu me recuso a usar qualquer roupa que me aperte e me deixe desconfortável.

Definitivamente, levanto a bandeira da legging e digo: legging é a roupa para grávida que faz o maior sentido.

Com esse pensamento novo de que a legging realmente é roupa de grávida e não dá pra fugir disso, decidi nos inspirar juntando uns looks com legging pra ver o que pode ser feito.


O pretinho básico é tudo de bom, mas nada nos impede de dar uma incrementada, que tal uma estampa ou textura diferente pra dar aquele UP no look e não ser mais um look de legging entre tantos.


Com a temperatura lá no pé aqui em SP essa aqui é uma ótima combinação, aquele casaco que a gente sabe que não fecha o botão com esse barrigão aí que você carrega, que tal usar ele sobrepondo o básico de legging por baixo e dando um show de boas escolhas. Também vale apostar naquele lenço maravilindo que você tem no armário.


Uma das coisas que mais me preocupam no vicio de algumas pessoas em usar legging no dia a dia é que elas acham que a tal peça é uma roupa comum e casual, bem, até é, mas requer certos cuidados caso você não esteja usando ela na academia. Eu tenho pavor de usar legging como uma calça comum, usando blusa curta que não cobre parte do bumbum, nossa é extremamente deselegante isso, o look fica super vulgar, mesmo grávida é importante saber dosar, então se apostar numa legging no dia a dia, ponha uma camiseta mais comprida, ou até camisa.


Pode parecer básica, mas com acessórios certos a legging pode ser a sua aliada mais valiosa, eu por exemplo que sou adepta recente do look diário com legging tenho minhas preferidas e a verdade é que um número maior de leggings pretas no armário é essencial. Não fui muito gastona comigo quanto a questão do armário de gravidez, comprei poucas roupas e me contive bastante, mas sinceramente, me faltou legging e se houver uma próxima gestação com certeza vou investir numa porção de calças assim em tamanhos e cores diferentes.

Então meninas, gravidinhas, não grávidas e futuras, fico por aqui com essa dica e desabafo que super pode ter ajudado uma de vocês.
Se por acaso quiserem que falemos de algo especifico aqui no blog, mandem nos comentários.


BjooOOO
 

criado e codificado para o blog Kaly Magricela
cópia proibida © 2015